sexta-feira, 9 de maio de 2008

Voltei...



... e sabe o que descobri?
Que não tenho mais 20 e poucos anos!!!
Achei que não fosse dar conta. Primeiro dia, 8 horas de caminhada, com poucas paradas.
Segundo dia, o mesmo tempo, com muitas paradas e uma perna que não parava de tremer...

Estava nublado e não deu para ver muito bem a cordilheira, mas a sensação de estar perto das maiores montanhas do mundo foi indescritível. Hoje ao nascer do dia, a névoa deu uma chance e pude ver aquele mostro na minha frente... Lembrei muito do tempo em que eu morava em Curitiba e junto com o Miltão e o Luiz íamos sempre para a Serra do Mar. Hoje o Milton é um advogado de respeito, nem sei se ainda se lembra disso. Eu pensei muito nele, lá.

Dormi num Hotel, no meio do nada, que fica há 2,180m de altura, o lugar mais alto que já estive. Jantamos por volta das 18h30min. Quando escureceu ficamos a luz de vela. Um silêncio enorme tomou conta do lugar e fui para o terraço. A noite estava inacreditávelmente linda, cheia de estrelas e uma lua crescendo.

O céu aqui é diferente, as estrelas são mais brilhantes e ficam mais distantes uma das outras... Cantei "menina do anél, de lua e estrela"... e lembrei, com uma dor absurda no peito, do tempo em que eu ia levar uma menina pra sua casa no Batel, em Curitiba...
Olhando para o Himalaia, no pôr-do-sol, na noite escura e no amanhecer tive a certeza que sou um homem de muita sorte, mesmo sozinho tenho a companhia de pessoas maravilhosas que já fizeram a minha vida ter valido a pena.

Namaste!!!

2 comentários:

rosana e rogerio disse...

lindo lindo lindo .....congratulations...bj fica com Deus e me escreva quando chegra no Brasil PLEASE!!!!!

Anônimo disse...

Amigo,
O que escrever quando ficamos em palavras...?
Obrigada, obrigada, obrigada.

Vc também está sempre comigo. Obrigada.
Cris