segunda-feira, 2 de março de 2009

Parque Ibirapuera

Luz e sentido e palavra

Palavra é que o coração não pensa

Se o mundo é mesmo parecido com o que vejo

Prefiro acreditar mo mundo do meu jeito

E você estava esperando voar
Mas como chegar até as nuvens com os pés no chão?

O que sinto muitas vezes faz sentido

E outras vezes não descubro o motivo

Que me explica porque é que não consigo ver sentido
No que sinto, o que procuro, o que desejo e o que faz parte do meu mundo.

(...)
Vai, vem embora, volta
Todos tem, todos tem suas próprias razões.

Com trechos da música do Legião Urbana
Eu Era Um Lobisomem Juvenil

2 comentários:

Anônimo disse...

Rena!
Que saudades de você, e que saudades também desta música e daquela época...
Adorei a sequência de imagens. Que bom que temos a Arte, para nos permitir acreditar num Mundo do nosso jeito.
Continue!
Beijos da Cris

Daniela disse...

Oi Re! Nossa, muito boas as fotos. Você, como eu, gosta de citar R.Russo nos post, né? Nossa, como ele marcou nossa vida, né?
Entendi um pouco o que quis dizer com as imagens. Ainda bem que vc tem este dom que te permite expressar tão bem!

beijocas amigo!